Boas Novas 

Curitiba recebe ícones mundiais de intervenções urbanas, nessa quinta-feira, dia 10, no Conversarte

Alexandre Orion e Leandro Erlich sobem ao palco do teatro Bom Jesus e convidam o público para compartilhar suas ideias e inspirações que trazem na arte o questionamento do real x imaginação.

 

O palco do Teatro Bom Jesus recebe nesta quinta feira (10), o terceiro encontro do Conversarte, que traz os renomados artistas visuais Alexandre Orion e Leandro Erlich para debate inédito sobre o despertar de novos olhares na arte, troca de experiências e inspirações sobre a promoção, formação e o fomento da cultura no país.

O paulistano Alexandre Orion, que tem trabalhos como Ossário (2011) e Metabiótica (2013), iníciou a atividade artística em 1992, e desde lá vive sob influência da cultura urbana e do universo do graffiti. É considerado um artista que interage com a cidade de uma maneira muito singular, e para ele isso acontece porque “a cidade é carregada de significados”. É exatamente com esses significados, muitas vezes sutis, que o artista trabalha, pesquisando técnicas e explorando o que a cidade oculta, interagindo com os passantes, criando embates com o poder público, tornando-os parte de sua obra artística.

Já o argentino Leandro Erlich,  faz sua arte em torno da desconstrução da realidade, provocando estranhamento, desorientação e incredulidade. E com isso, surpreende o público com suas instalações ilusionistas. Com obras como como Project Shanghai, no qual construiu a reprodução em tamanho real da fachada de um prédio, só que no chão. Ela é acompanhada por um espelho gigante colocado a exatamente 45 graus da fachada fictícia. Quando as pessoas interagem com as janelas e detalhes da arquitetura, o artefato reflete cenas improváveis.


Durante o encontro, que tem a temática “Percepção e perspectiva: A ressignificação do olhar”, os artistas debatem assuntos como o despertar de novos olhares no cotidiano saturado, a desconstrução da memória coletiva, a transmutação de materiais e espaços em conceito artístico, o público como elemento das obras e mais ideias sobre os pontos de vista que multiplicam as possibilidades do real, aspectos convergentes dos dois artistas que já alcançaram reconhecimento internacional.

Além do encontro, no mesmo dia acontece a pré-estreia  da exposição:  “Caleidoscopia” da curitibana Nicole Gulin.  A artista plástica trabalha com elementos gráficos e demonstra grande força nos desenhos, inseridos na composição da obra pela técnica da assemblage – que reúne desenho, pintura e colagem. A distorção da realidade baseada de quem a vê, de quem a ouve, de quem a sente ou quem assiste, é constante. Nesse sentido a costura feita pela artista em que interações físicas, visuais ou efeitos óticos se confundem com o ambiente imaginário presente na mente de cada espectador.
O terceiro dos cinco encontros do Conversarte, realizado pela Montenegro Produções Culturais, com o apoio da Gazeta do Povo e do Hospital Pequeno Príncipe, por meio do Ministério da Cultura e incentivo da Lei Rouanet. Os próximos convidados do Conversarte em outubro, são os cineastas Fernando Meirelles e Marcos Magalhães que falam sobre “Produção Audiovisual Contemporânea: Linguagens, Formatos e Indústria Cultura” e a exposição de Rafael Urban intitulada “Na Presença”.

Confira programação dos próximos encontros:

 

10/09/2015 – Quinta Feira – Leandro Erlich e  Alexandre Orion.

Exposição: Nicole Gulin

 

15/10/2015 – Quinta Feira – Marcos Magalhães e Fernando Meirelles

Exposição: Rafael Urban

 

27/11/2015 – Sexta Feira – Ronaldo Fraga e os Gêmeos

Exposição: Thiago Syen

 

Serviço:

I Encontro de Arte – Conversarte
Local: Teatro Bom Jesus – Rua 24 de Maio, 135 – Centro, Curitiba.

Datas:10 de setembro de 2015 (Quinta-feira)
Horário: 20h

Informações: 41 30571069
Site: montenegroproducoes.com/conversarte

Ingressos: R$ 26,00 (Inteira) e R$ 16,00 (Meia Entrada).

***A meia-entrada é válida para estudantes, pessoas acima de 60 anos, professores, doadores de sangue e portadores de necessidades especiais (PNE).
***Já está incluso R$6,00 de acréscimo por bilhete referente à taxa administrativa Disk Ingressos.
Forma de Pagamento:
 Dinheiro e cartões de crédito/débito Visa e Mastercard.
Pontos de Venda: Disk Ingressos (Loja Palladium – de segunda a sexta, das 11hs às 23hs, aos sábados, das 10 às 22 horas, e aos domingos, das 14 às 20hs, –  e quiosques instalados nos shoppings Mueller e Estação – de segunda a sábado, das 10hs às 22hs, e aos domingos, das 14hs às 20hs)Call-center Disk Ingressos (41) 33150808 (de segunda a sexta, das 9h às 22hs, e aos domingos, das 9 às 18hs) e pelo portal www.diskingressos.com.br .
***Entrega em domicílio com taxa de entrega.

Assessoria de imprensa

Rafaelle Mendes

|41|9672-0042 (whatsapp)

rafaellem@gmail.com

Facebook.

Comente