Trinta e poucos... 

Do dicionário: Borogodó

Borogodó é coisa de brasileiro. O sangue dessa gente que acredita, que sorri, que vai a luta e faz muito com o pouco que a vida lhe dá não pode ter outro componente que não esse. Reconhecemos os abençoados por essa graça naquele olhar descompromissado, nos braços que dançam ao lado do corpo e passadas leves que gingam com o correr do vento. De fala mansa e sincopada, arrebatam corações e atraem legiões de seguidores. Caminham nas ruas do samba, da bossa, do jazz. Vestidos com as cores da alegria, da empatia e do amor, são donos de si e das suas verdades.  Ter borogodó é saber de que nada vale mais do que aquilo que carregamos do lado de dentro.

Salve todos os Silvas, Souzas, Pinheiros, Alves, Costas, Araújos, Fernandes, Santos, Gomes, Barros e toda essa nação pulsante.

carolcapa Carol Montenegro

 

Borogodó é ter algo que só essa palavra define. Emprega-se o termo às pessoas que são irresistíveis de qualquer jeito, até mesmo em condições extremas de constrangimento. Manja a pessoa que se veste de Batman e mesmo com chifres, cueca aparente e malha colante ainda continua arrasadora? Ter borogodó é ser piramidal, independente da beleza, gênero ou idade. Soube de 4 amigas que foram paradas numa estrada de chão por um policial. Motivo: excesso de velocidade. Detalhe: a mais nova tinha 80 anos. No sangue, muito borogodó, claro.

ale Ale Leoni

 

BOROGODÓ: Eu não tenho, tu não tens, ele TEM! Sabe o sazon? O tempero da vó? Pois é, tem gente que tem aquele temperinho especial, que ninguém sabe de onde vem, mas ele existe, a pessoa não é nem alta nem baixa, nem morena ne loira, nem gorda nem magra, mas tem um BOROGODÓ que faz tudo ficar e ser interessante nela. E se você não é um sortudo(a) que já nasceu com isso, conforme-se! BOROGODÓ é pra quem pode!

issa Clarissa Woellner 

 

Será que tenho borogodó? Para ser bem sincera, nunca parei para pensar nisso. Mas ele?! … Ah, sim, com certeza! Ele tinha borogodó. Sempre aparecia com aquele sorrisinho cafajeste no meio dos lábios. A mão, forte, enganchava na minha cintura de um jeito que era impossível se desvencilhar. Nunca prometia nada. Não tinha o “te ligo amanhã”. Era sempre de surpresa, encontros casuais. Mas quando rolava, dava aquele arrepio na espinha. Sim, ele tinha borogodó.

su Suzana Camargo

 

Eu as vezes me distraio e fico pensando nas minhas palavras “preferidas” e as anoto. Parei para pensar em movimento contrário, dessa vez estava procurando uma palavra que nem eu sabia que poderia existir, algo que definisse aquele estado de espírito e atmosfera de fascínio que algumas pessoas exalam perto de nós e nos fazem querer ter aquela pessoa ou até SER como aquela pessoa . É quase como um tempero pessoal, na realidade é essa definição: TEMPERO PESSOAL! A definição para a palavra que anotei naquele dia, BOROGODÓ. Agora fica a questão de onde encontrar e como conseguir esse tempero, se você está se perguntando como conseguir, tenho apenas uma resposta para você: TESÃO PELA VIDA! O tal do borogodó que exala ao redor dos seres humanos e cria uma atmosfera espetacular ao redor de nós, portanto, saia do seu mundinho e vá viver a vida como se cada dia fosse o último ( eu sei, isso é clichê, mas precisamos enfiar isso na cabeça para que nossa mente comece a relacionar a definição de tesão fora da cama,das calças, daquela barba ruiva ou das mãos de alguém).

auana Auana Zubek

 

 

Comente