Aplausos 

III BRINQUE – FESTIVAL DE TEATRO INFANTIL/BOITATÁ

Nessa história, o tamanduá Puru e a lhama Chan Chan se refugiam de uma forte chuva que não para há dias e dias. Na floresta onde moram, próximo à fronteira entre Brasil e Peru, uma cobra com hábitos diferentes vem assombrando os animais. A lenda folclórica “Boitatá”, que na língua indígena tupi significa “boi” cobra e “tata” fogo, traz ao palco temas como a diversidade cultural, a valorização indígena e a preservação da natureza. Uma dramaturgia que faz uso da imagem, da fisicalidade do ator e da atmosfera musical, como principais recursos para contar uma história.

 

 

Fotografia: Dayana Luiza e Renata Peterlini

 

Texto e Direção: Jean Carlos Sanchez
Elenco: Vida Santos, Alini Maria, Saulo Soul e Marc Olaf
Composição Musical: Saulo Soull e Marc Olaf Thiessen
Coreografia: Juliana Adur
Cenografia: Ricardo Alberti
Assistência de Cenografia: Monique Marques
Figurino, caracterização e maquiagem: Andréa Tristão
Costureira: Mary Passos
Iluminação: Lucan Vieira e Jean Carlos Sanchez
Direção de Produção: Daniel Valenzuela
Assistência de Produção: Márcio Junior
Produção: Ruído Companhia de Teatro
Apoio: Pé no Palco e Babel Companhia de Teatro
Produção Executiva do Festival: Silvia Yokoyama
Produção Técnica do Festival: Filipe Castro
Composição trilha sonora do Festival: São Saruê Label
Assistentes de produção do Festival: Renata Peterlini, Odete Montenegro, Camila Guanabara
Criação de Arte: Editorial Design
Assessoria de Imprensa: IEME Comunicação
Direção geral do Festival: Carolina Montenegro
Realização: Montenegro Produções Culturais e Ministério da Cultura

 

 

Comente