Pelo Mundo 

O Renascimento na oficina

O que Leonardo da Vinci, Michelangelo e Rembrandt tem a ver com uma oficina mecânica? Essa mistura incomum de macaco hidráulico com Renascença surgiu da cabeça do fotógrafo norte-americano Freddy Fabris. Há mais de 20 anos trabalhando para a indústria publicitária, ele buscava uma maneira de combinar pintura e fotografia num conceito autoral.

 

A proposta ficou remoendo na mente até que o artista entrou numa velha oficina no centro-oeste dos EUA. O lugar parecia implorar para ser registrado e lentamente a ideia para a série “The Renaissance” começava a surgir. Entre o cômico e o conceitual, Fabris criou releituras de grandes obras renascentistas tendo como intérpretes os mecânicos e seus instrumentos de trabalho.

 

As fotografias tem uma iluminação brilhante, reproduzindo os contrastes e perspectivas das pinturas originais. Para compor a série foram escolhidas três obras icônicas: “A Criação de Adão”, de Michelangelo; “A Última Ceia” de Leonardo da Vinci; e “A Lição de Anatomia do Dr. Tulp” de Rembrandt.

 

Eu quis respeitar a aparência dos originais, mas precisava de um toque conceitual que criasse uma nova camada no original, para tira-los de seu contexto, mas manter a essência”, conta Fabris. Dessa maneira, o trabalho abusou da criatividade na criação de novos simbolismos com um artístico senso de humor.

 

Na obra de Michelangelo, a representação de Deus e Adão se dá por meio de um mecânico mais velho e experiente passando uma chave, e todo o conhecimento por ela representado, para um companheiro mais jovem. Na releitura de “A Última Ceia”, uma roda no cenário faz as vezes de coroa de espinhos e na famosa aula de anatomia do Dr. Tulp, o objeto de estudo não poderia ser outro senão peças automotivas. Freddy Fabris também se inspirou no estilo do pintor Rembrandt para produzir retratos de alguns mecânicos.

 

A série “The Renaissance” pode até parecer uma grande brincadeira do fotógrafo, mas seu conceito e qualidade técnica foram muito bem recebidos e já ganharam algumas premiações como o “Place International Color Award”, o “One Eyeland Silver Award” e o “APA Conceptual Award”.

 

Freddy Fabris é natural de Nova Iorque mas foi criado em Buenos Aires. Seu trabalho comercial inclui campanhas para a Coca Cola, Adidas e BMW.

Conheça mais sobre o artista em: http://www.fabrisphoto.com

[Not a valid template]

Comente