Pelo Mundo 

Portas da percepção

Não é incomum passar pelas calçadas e encontrar móveis velhos e pedaços de madeira que já foram portas, cadeiras ou janelas. Assim como nós as coisas também envelhecem e todos os dias jogamos fora toneladas de materiais. O Pelo Mundo de hoje te mostra que reciclar também é fazer arte.

 

Strook é como o artista belga Stefaan De Croock assina suas obras. Autor de pinturas e esculturas, o que vem mesmo chamando a atenção pela originalidade são seus murais feitos com portas e mobiliário em madeira.

 

O trabalho começa com um olhar atento sobre seus objetos de desejo. Para montar os poéticos quebra-cabeças, ele acredita que a etapa da “colheita” da matéria-prima é quase tão artística quanto a própria realização das obras.

 

Na ideia que cada parte do mural tem uma história a contar, Strook preserva o estado original da madeira. A pigmentação, o desbotado, tudo fica como encontrado para compor uma nova narrativa criada a partir desses fragmentos que já fizeram parte da casa, escritório e da vida de alguém.

 

De estilo geométrico e fascinado por rostos humanos, os trabalhos do belga vão tomando forma a partir de cortes e encaixes. “Sempre começa com um desenho de um rosto. É realmente interessante fazer uma face com a madeira descartada. Ela recebe uma nova vida e uma nova história”, comenta Strook.

 

Dá só uma olhada em alguns murais expostos na cidade de Mechelen, na Bélgica:

[Not a valid template]

Comente