Economia Criativa – Já ouviu falar?

É viável um modelo de desenvolvimento econômico relacionado com criatividade? O conceito de Economia Criativa é relativamente recente, portanto, não há uma definição “pronta” e única sobre o termo. O que se pode afirmar é que a ideia da Economia Criativa, como o próprio nome diz, é juntar economia com criatividade, possuindo como matéria-prima o pensamento, o intelectual, isto é, carregado por valores simbólicos.

Assim, de um lado temos a Economia, que diz respeito à ciência que regula a produção, a distribuição e o consumo de bens e serviços. E, de outro lado, temos a criatividade, que significa ser capaz de criar algo novo ou transformar algo que já existia. Antes mesmo de surgir esse termo Economia Criativa, já havia o embrião de indústrias criativas, criado por volta dos anos de 1990 na Austrália e muitas vezes esses conceitos são usados como sinônimos, mesmo que não sejam. Nesse período ocorreu a publicação do relatório chamado Creative nation: commonwealth cultural policy, que trouxe a importância de se levar em consideração o potencial econômico das mais variadas atividades culturais.

Outro evento importante, a Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, a Rio+20, que aconteceu no Brasil ,também trouxe essa discussão sobre a Economia Criativa por meio da cultura, a colocando como o quarto pilar do desenvolvimento sustentável. Por outro lado, este é um processo gradual de reconhecimento da cultura e da criatividade, que depende dos objetivos de cada nação em firmar ou não este compromisso.

Os setores criativos são aqueles em que as atividades produtivas têm como processo principal um ato criativo que gera um produto, bem ou serviço, e de dimensão simbólica e determinante do seu valor, que resulta em riqueza cultural, econômica e social. Também é importante destacar que muitos dos setores criativos não se submetem às leis tradicionais do mercado, por essa razão a Economia Criativa se constitui como uma forma de inserir vários artistas e profissionais das mais variadas áreas numa economia sustentável.

Menu