O corpo humano como tela

O corpo humano é uma das telas mais difíceis para um artista – respiração, suor e movimentos – mas para Gesine Marwedel isso não é problema. Seu pincel transforma modelos em incríveis cisnes e golfinhos, tornando-se difícil acreditar que tudo é desenhado em pessoas reais. Após ser convencida pelo seu amigo e fotógrafo Thomas Van de Wall, a pintora alemã passou a utilizar o corpo humano como “tela” para suas obras de arte (o famoso Body Paint). A artista tem como especialidade pintar elementos da natureza e paisagens. Neste trabalho, as artes da pintura e da fotografia estão intimamente ligadas e se completam, chegando assim às obras finais encantadoras. Gesine leva quase oito horas para transformar duas pessoas em duas corujas, em uma pintura realista e inovadora. Ela começou a pintar corpos na Índia, com o método tradicional da henna, tintura feita com uma planta, e não demorou a criar um estilo novo, que dá vida e movimento à sua obra. No fim, as fotos de Thomas Van de Wall completam o trabalho. No fundo preto, os modelos desaparecem e a pintura ganha luz e magia. A obra de Gesine agora é uma fotografia.

Menu