Patrimônio Industrial: Entenda o que é e sua relevância para a sociedade

Quem nunca se percebeu apegado a um lugar? Às memórias que ele remete, aos sentimentos entrelaçados aos momentos ali vividos e a nostalgia carregada em todas as vezes que ele é visitado.

Cada local possui uma história, afinal, não poderia ser diferente, lugares são feitos de pessoas, que vêm e vão a todo instante com suas bagagens imensas ou pequenininhas, sempre trocando umas com as outras e enriquecendo suas tramas.

E se engana quem pensa que esse lugar precisa ser requintado ou de grande porte, basta imaginar uma empresa: começa com o sonho de uma ou duas pessoas, aos poucos vai crescendo, ganha funcionários, e quando se dão conta as pessoas criaram vínculos entre si.

Assim as histórias são criadas pelos corredores e, com o caminhar dos anos, sobrevivem ao tempo para fazer parte do patrimônio industrial daquele local, pois não poderia ser diferente, já que as pessoas são feitas de memórias e histórias.

Mas afinal, o que é Patrimônio Industrial?

Apesar do nome remeter a algo concreto, o valor do patrimônio industrial não é adquirido de acordo com o tamanho de tal e sim com o valor histórico, tecnológico, social, arquitetônico ou científico agregado a ele.

É a partir desses pilares que se pode englobar materiais como edifícios e maquinaria, oficinas, fábricas, minas e locais de tratamento e de refino, entrepostos e armazéns, centros de produção, transmissão e utilização de energia, meios de transporte e todas as suas estruturas e infraestruturas. Ou seja, todo edifício, empresa, instituição e afins pode ter, ou fazer de seu espaço, um local destinado à conservação de seu Patrimônio Industrial.

Mas talvez você esteja se perguntando: qual a relevância de existir um Patrimônio Industrial?

A importância em preservar o patrimônio consiste na possibilidade da conservação de uma memória industrial e social que representa a relação entre as pessoas, empresa e sociedade que ali existem ou existiu, a qual se traduz em identidade individual e coletiva.
Assim, o patrimônio cultural é percebido como uma das formas de expressão de criar, fazer e viver das pessoas. Seja esse patrimônio as criações científicas, artísticas, tecnológicas, as obras, os objetos, os documentos, as edificações e os demais espaços destinados às manifestações artístico-culturais e os conjuntos urbanos e os locais de valor histórico, paisagístico, artístico, arqueológico, paleontológico, ecológico e científico.

Por isso, a história de uma organização pode se transformar em um instrumento de preservação de saberes acumulados, resgate de valores, da identidade e de reconhecimento da importância de todos aqueles que a construíram e viram crescer.

Fazer a preservação do patrimônio industrial de uma instituição é dar importância ao conjunto de pessoas e suas interações com a sociedade dentro daquele ambiente.

Cada história é única, e tendo elas vivas através do patrimônio cultural elas passam a ser um veículo de conhecimento, comunicação e de identificação da organização com seu público e consigo mesma.

E como a Montenegro pode ajudar a sua instituição a realizar a construção de um Patrimônio Industrial?

Entendemos a Cultura como um poderoso instrumento difusor de saberes e conhecimentos. Ela é a força motriz que faz a Montenegro conectar pessoas a projetos, que, por sua vez, conectam ainda mais pessoas.

Escrevemos projetos que impactam a sociedade em diversas frentes, eles são capazes de democratizar a arte, estimular debates profundos acerca de temas atuais, fazer movimentar a Cultura e tudo aquilo que acreditamos ser importante para a sociedade e suas pessoas.

Assim, somos capazes de idealizar e produzir projetos exclusivos que vão diretamente de encontro com as necessidades da sua marca, fazendo com que a Cultura seja capaz de ligar sua empresa a ainda mais pessoas e aos próprios funcionários.

De bibliotecas a museus, a história da sua marca pode ser para sempre lembrada e contada através do Patrimônio Industrial, e nós podemos te ajudar com isso.

Menu