FELIPE GUERRA
Curador

Felipe Guerra é arquiteto, urbanista, cenógrafo, diretor de arte, carnavalesco e designer de joias. Além de sócio do Jaime Lerner Arquitetos Associados, Felipe é sócio-fundador da Arquitecto Arquitetos Associados e da Guerra Galas, onde desenvolve peças autorais. Possui experiência em concepção, desenvolvimento e implementação de projetos em escalas que vão do urbano ao design. Tem parcerias com Perverts Cenografia, Sunset Cultural e Eruditu Orquestra.

GUSTAVO KRELLING
Cenografia

Gustavo Krelling é formado em Educação Artística – Artes Plásticas pela Universidade Federal do Paraná (2010) e Comunicação Social – Jornalismo pela Universidade Positivo (2010). Atuou na criação e execução de mais de 10 óperas e peças teatrais. Seus figurinos já foram tema de 4 exposições. Destacam-se em seu currículo o prêmio de jovem figurinista pelo Núcleo de Traje de Cena da USP e a participação de seu trabalho na Quadrienal de Praga de 2015. Além do trabalho de figurinista, Gustavo também é sócio proprietário da Tutu Ateliê de Sapatilhas em Curitiba.

EDUARDO RAMOS
Audiovisual

Eduardo Ramos é fundador e diretor da Setra Companhia e diretor artístico do AP da 13 Espaço de Criação, em Curitiba. No audiovisual, fez dois longa-metragens e nos últimos dois anos como videomaker, produziu mais de 20 obras audiovisuais com diversos artistas do teatro, dança e performance. Integrante membro do Núcleo de Dramaturgia SESI-PR, desenvolveu projetos durante três anos como ator e diretor sob orientação de grandes e renomados artistas do teatro brasileiro.

BRUNNO COVELLO
Fotográfo

Filho de profissional e neto de amador, Brunno Covello traz a fotografia como herança de família. Fotojornalista, trabalhou durante 8 anos na assessoria da Prefeitura Municipal de Curitiba e por dois anos e meio integrou a equipe de repórteres fotográficos do jornal Gazeta do Povo. Em 2017, lançou o livro Rekòmanse – Outras Faces, Outras Histórias em que retrata a migração haitiana em Curitiba, após o terremoto que atingiu o Haiti. Na atualidade, segue trabalhando na área da cultura, com o acompanhamento fotográfico de projetos, além de manter sua atuação comercial.

MICHAEL DEVIS
Artista visual

Mais conhecido como Devis, o artista urbano, ilustrador e designer curitibano Michael Devis, é autodidata e tem contato com a arte desde os nove anos de idade. O artista visual tem como base artística a cultura japonesa, mas busca também referências no dia a dia da cultura da rua. Em 1998 teve seu primeiro contato com o graffiti/street art, colocando-o entre as principais revelações deste estilo no Paraná.